top of page
  • Maicon Amarante

4 curtas para ver de graça no Itaú Cultural Play

A plataforma de streaming do Itaú Cultural está entre as minhas favoritas para ver curtas nacionais, só perde para o SPcine que já uso há alguns anos e talvez seja o meu favorito. Além de curtas, o Itaú Cultural Play possui também longas, documentários, séries, palestras, festivais e outras produções em um catálogo com mais de 130 títulos de todos os Estados do Brasil, todos disponibilizados de forma gratuita, mediante um cadastro simples e rápido na plataforma.


Separei quatro curtas, todos dirigidos por mulheres e abaixo comento rapidamente sobre eles (não é a sinopse). Você pode assistir online acessando o site ou até mesmo baixar o aplicativo no celular e depois só pesquisar pelos títulos. O app está disponível para Android e iOS.


Confira:

Chacal, dirigido por Marja Calafange.


Thaia Perez interpreta uma senhora que, ao perceber que a morte está chegando, decide abandonar tudo e vai viver em uma floresta. Praticamente não há diálogo em todo o curta, mas isso não afeta em nada pois a atriz "rouba" a cena com toda a magia e mistério do enredo. A cena do lago possui uma fotografia incrível! O curta me fez lembrar (em algumas cenas) de Christopher McCandless, ou melhor, Alexander Supertramp e o icônico filme 'Into the Wild' (Na Natureza Selvagem). Chacal foi premiado no Cinefantasy, Festival Internacional de Cinema Fantástico, em 2021.


Sem Asas, direção de Renata Martins


Esse curta é daqueles que quando termina você fica esperando a "parte 2". Temas importantes como racismo, exclusão, violência policial e educação são abordados. A sequência filmada na favela tem como personagem principal o pequeno Zu. Ao ir comprar farinha de trigo pra sua mãe preparar coxinhas para vender, ele é abordado pela polícia, que mostra como é o tratamento para jovens negros nas periferias do Brasil quando uma farinha de trigo é confundida com outra coisa. O curta joga na sua cara que a história se repete porque muitos fingem não ver. Sem Asas já recebeu mais de trinta premiações em festivais.


NoirBLUE - Deslocamentos de uma dança, dirigido por Ana Pi


Que tal uma viagem pela África Subsaariana, acompanhando o véu azul e as performances da cineasta, bailarina e coreógrafa Ana Pi? O curta mistura ficção e documentário nessa viagem cheia de reflexões. Ana Pi se reconecta às suas origens em uma dança de cura, reencenando formas e cores que evocam a ancestralidade, o pertencimento, a resistência e o sentimento de liberdade. Possui legendas em Inglês e Francês.


Contraturno

Direção de Larissa Fernandes e Deivid Mendonça


Mostrando o cotidiano de dois alunos de Urutaí, cidadezinha do interior de Goiás, Contraturno aborda de forma espontânea a dificuldade do retorno as aulas após 12 meses sem aulas presenciais, devido a pandemia da Covid-19. Muitos alunos abandonaram os estudos para poder trabalhar e ajudar os pais em casa, uma realidade que afetou muitas famílias durante toda a pandemia. Neste trajeto, alunos e educadores revelam diferentes pontos de vista sobre o futuro, num Brasil impactado pela Covid-19.


Não deixe de conferir essas e outras produções acessando o Itaú Cultural Play nos links informados acima.

bottom of page